Reforma Trabalhista –

Resumindo a reforma trabalhista? Hmm… Polêmica. Primeiramente pelo fato de que a  reforma trouxe consigo uma letra de lei um pouco confusa em alguns pontos. Mas em síntese, ela visa melhorar o empreendedorismo no Brasil. Ou seja, a ideia é flexibilizar a relação entre os trabalhadores e os empregadores, tornando alguns pontos mais ‘conversáveis’ e menos fixos pela lei atemporal.

QUAL É O OBJETIVO DA REFORMA TRABALHISTA?

O ponto principal que temos de olhar antes de começar essa análise é que os empregadores e trabalhadores estarão diante de uma nova realidade. A flexibilização das normas e modificação de outras, trará benefícios para ambos os lados. A desobrigatoriedade do pagamento de taxas sindicais e a flexibilização da dispensa, por exemplo, são pontos que de certa forma são favoráveis aos empregadores. Isso acaba gerando uma certa polêmica em relação a quem está sendo mais beneficiado com a reforma, empregados ou empegadores?




A REFORMA TRABALHISTA JÁ ESTÁ VALENDO?

Bem, a reforma já está em vigor, então já podemos esperar algumas diferenças perceptíveis na nossa vivência diária.

Anteriormente falamos sobre alguns pontos da reforma. Entretanto há muito mais aspectos envolvidos. Como por exemplo a possibilidade de dividir as férias em até 3 períodos e o o tempo disponibilizado para almoço que cai de 2 horas em alguns casos, para até 30 minutos. Tem ainda a questão das gestantes que poderão trabalhar em locais de perigo mínimo ou médio. Além disso a demissão pode ser por acordo, ao invés de ‘sem justa causa’.

Há ainda outras mudanças,

Algumas alterações trazem avanços bem significativos, como o reconhecimento do trabalho em casa, popularmente nomeado por Home Office. Sendo assim,  essa modalidade agora é regulamentada e possui um contrato apreciado por lei. A negociação e sua sobreposição à lei pode ser um avanço quando os acordos conseguem passar algumas burocracias da legislação.  Por outro lado, pode  abrir portas para possíveis abusos por parte da autoridade contratual, o que esperamos que jamais aconteça. Portanto tem os dois lados da moeda,  mesmo assim a expectativa é que as questões sejam sempre resolvidas de forma justa.



O PONTO DA REFORMA QUE RECEBE MAIS CRÍTICAS

Sem sombra de dúvidas, a mudança abrupta nas leis trabalhistas com pouco tempo para adaptação e reestruturação da empresa, é um dos pontos mais criticados. Isso pode trazer alguns problemas para empregados e empregadores no futuro próximo.

Polêmicas à parte…

E você, o que achou da reforma trabalhista? Achou a mudança drástica?  Alguma das partes da relação de trabalho será mais beneficiada?

Já finalizando queremos sugerir que você lembre de estar se atualizando e estudando os pormenores das decisões que podem influenciar sua vida como um todo!
Qualquer ideia ou crítica, deixe abaixo nos comentários.

Fazer um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.